Selecione

Conheço algumas pessoas que tem uma dificuldade muito grande em dizer NÃO para certas pessoas/situações…Não é meu caso, digo não com a maior tranquilidade, por vezes digo NÃO até demais (rsrs). Acho que um bom NÃO tem um poder muito grande de nos proteger, melhora a autoconfiança e a coragem aumenta…dar limite às pessoas é uma tarefa nada fácil, mexe com questões pessoais importantes, com crenças e valores e, vamos combinar que é muito mais fácil dizer SIM, do que se negar a fazer algo que não queira ou não possa.

Na parte organizativa da vida – que é meu foco – o NÃO entra com ingrediente importante para organizar a vida. Entendendo que objetivo maior da organização é que nos sobre mais tempo livre com coisas que gostamos, que são caras na nossa vida (lazer, família, viagem, descanso, e por aí vai…). Então, se a pessoa tem dificuldade de delimitar  suas atividades diárias, com certeza, no final do seu dia, a lista de pendências continuará lá, do mesmo tamanho ou maior ainda!

Partindo do pressuposto que tudo é planejamento, claro que existem coisas fora do script (exceções), só que tem pessoas que só vivem na exceção, isto é, nunca cumprem o que planejam, estão sempre à mercê dos outros…efetivamente, não sabem dar limite! E o sentimento de frustração só aumenta, pois a pessoa fica correndo atrás do próprio rabo!

Dizer SIM para tudo é dizer NÃO para si mesmo!

Podemos especular algumas causas – pano de fundo – para quem tem essa dificuldade de negativa, como por exemplo:

  • Necessidade de se sentir útil e amado, medo de ser rejeitado. Pode ser relacionado a baixa autoestima e falta de autoconfiança. Fantasia de que se negar algo para alguém, esse alguém deixará de aprecia-l@;
  • Tendência ao vitimismo, se acham abusad@s, sobrecarregad@s e sentem que nunca tem tempo para fazer nada que queiram. A pessoa não entende que é ela mesmo que se faz refém do seu comportamento passivo/permissivo e que só ela mesma poderá colocar um fim nesse ciclo;
  • Necessidade de controle sobre tudo e todos. Baita falácia! A pessoa tem idéia de que faz tudo e controla tudo e, na real, é controlado por tod@s à sua volta. Não tem controle real da sua vida!

Vamos esclarecer que é muito legal ser uma pessoa disponível para ajudar aos outros, no entanto, quando só ajudo os outros e não me ajudo, vira hipocrisia. Existe uma medida sutil do cuidar de mim (em primeiro lugar) e cuidar do outro (seja esse outro quem for!). O egoísmo sadio é aquele que está embasado em autoconhecimento.

Digo Não ao que me fere, ao que não é necessário, ao que me atrapalha ou quando realmente não posso!

Torno a dizer que um NÃO, por vezes, salva nosso dia e deixa nossa alma mais leve!

Em tempos de várias doenças psicossomáticas, um “EU me AMO e NÃO vou fazer isso ou aquilo agora” é curador…

Quer entender mais? Quer melhorar esse comportamento? O coaching irá te ajudar!